Escola de Verão do INPE

Padrão

Dos dias 10 a 13 de fevereiro de 2009 estive em São José dos Campos – SP para participar do ELAC 2009, Escola de Verão do Laboratório Associado de Computação e Matemática Aplicada (LAC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O evento anual de altíssimo nível, e que proporcionou aos participantes a oportunidade de conhecerem as instalações do INPE e os projetos desenvolvidos na área computacional nas ciências espaciais.

Laboratório de Integração e Testes Espaciais

Laboratório de Integração e Testes Espaciais

Foram oferecidos oito mini-cursos ministrados pelos pesquisadores envolvidos no LAC, dos quais poderiam ser escolhidos no máximo quatro. Me inscrevi nos cursos de Introdução à Mineração de Dados com Aplicações em Ciências Espaciais, Logística com Sistemas de Informações Geográficas e Visualizadores WEB, Tópicos de Inteligência Computacional Aplicados em Tecnologias Espaciais e Análise Computacional de Processos Não-Lineares em Ciências Ambientais e Espaciais.

– O curso de Introdução à Mineração de Dados com Aplicações em Ciências Espaciais foi ministrado pelo Prof. Rafael Santos, exímio conhecedor do assunto, que apresentou com bastante dinamismo e entusiasmo os processos de mineração de dados, técnicas, algorítmos e visualizadores, aplicados às ciências espaciais com um foco no final do curso em mineração de dados multimídia.
– Infelizmente não foi possível o Prof. Luiz Antônio Lorena realizar o curso de Logística com Sistemas de Informações Geográficas e Visualizadores WEB, em seu lugar o Prof. José Demisio da Silva coordenador do LAC ministrou o curso de Introdução à Redes Neurais Artificiais. De um modo bastante trivial (palavra que o próprio gosta de proferir) o Prof. Demísio apresentou os modelos de redes neurais e de aprendizagem, ao final deixando a cargo dos seus alunos de pós-graduação apresentarem seus projetos baseados em redes neurais artificiais.
– O Prof. Demísio também ministrou o mini-curso de Tópicos de Inteligência Computacional Aplicados em Tecnologias Espaciais apresentando as técnicas de inteligência artificial abrangendo a representação do conhecimento, sistemas especialistas, lógica fuzzy, agentes, redes neurais e algoritmos evolutivos com aplicações nas ciências espaciais.
– Por fim o Prof. Reinaldo Roberto Rosa, responsável pelo evento ministrou o curso de Análise Computacional de Processos Não-Lineares em Ciências Ambientais e Espaciais apresentando as diversas técnicas de análise de dados de fenômenos naturais.

Foi uma oportunidade ímpar não apenas pelo conhecimento obtido nos minicursos com pesquisadores extremamente capacitados, mas também pela experiência de conhecer as próprias dependências do INPE como o museu de aeroespacial, o centro de testes de satélite e tantas outras estruturas de vanguarda tecnológica e científica.